setembro 17, 2017

Estragam-nos com mimos #10


"Nunca tente se vingar do ódio com ódio. Apenas o amor é capaz de vencer!" 💗

Adoro budas, a minha mãe não podia deixar meter mãos à obras e pintar esta peça magnífica para decorar a minha casa! Obrigada mami!! 🎨😍🗿


Pintura da estátua:
Filomena Cabral

Agradecimento:

Baby report


Quando #BabyG tem mais sapatos que a mamã!#emmodocentopeia 😱👶💙👟

setembro 16, 2017

Cheguei e disse #4


Desde muito cedo que ando a preparar tudo com antecedência para receber o meu principezinho, e como podem ter seguido na página e no blog, tenho divulgado tudo, as prendinhas que foram oferecidas e os magníficos trabalhos que encomendei/comprei. Sim, para quem pense o contrário, não divulgo os trabalhos só porque são oferecidos, ou para receber algo em troca, aliás até meti a minha mãe aprender/fazer coisas novas, e eu própria meti a mão à obra.

Considero-me pessoa muito justa, elogiei todos os mimos do #BabyG porque assim achei que deveria de fazer, porque não tenho nada, mas mesmo nada para apontar!!  Mas quando o trabalho é feito à rasta parta, não tenho problemas nenhuns em dizê-lo e divulgar… não estou aqui para agradar ninguém!

Mas há uma coisa imprescindível na maternidade que ainda não divulguei: O ovinho do menino.

Por acaso foi uma das primeiras coisas a ser tratada, na loja MiluArt​ , foi exigido o contacto telefónico, e pagamento de sinal, para puderem avançar com a encomenda, no qual foi dado (por vontade própria) dinheiro total do trabalho pedido. Fui informada que haveria um ovo a ser personalizado, e outro por personalizar, e que no final de Agosto o meu estaria pronto. (encomenda foi feita a meio do mês)

- No final do mês, estaria a personalizar dois ovinhos dos gémeos (pelas contas já contava com 4 ovinhos a frente do meu).
- A responsável, garantiu várias vezes que estaria pronto, no inicio desta semana (10 a 15 setembro). Desculpou-se dizendo que faltava material e que já tinha para concluir o trabalho. – Acho inacreditável, uma pessoa quando inicia um projeto era suposto ter material todo que necessita.
- Depois de uma hora à espera que abrisse a loja (era suposto ser ás 09h e não ás 10h) garantiu (mais uma vez) que estaria pronto sexta dia 15 Setembro (um mês depois) pois a filha iria iniciar a faculdade queria deixar tudo feito) E mais uma vez, não estava pronto!
- Pedindo assim que fosse lá hoje (dia 16), e gozando mais uma vez com a nossa cara, em vão! Não havia ovo, não havia material…
- Minha mãe, já com cabelos em pé exigiu o dinheiro do mesmo, no qual foi dado. – Quando se tem trabalho feito, mesmo que falta algo tinha levado para loja e mostrado! Senhora possuía 2 contactos telefónicos, o meu e o da minha mãe,  em momento algo, a responsável da loja teve a desteridade de fazer um telefonema que seja, visto que nunca tinha a encomenda pronta!

Com isto, e com todas atitudes infelizes, só demonstrou que não tem capacidade para estar à frente de um negócio – e que mais vale ficar em casa. Porque inventar desculpas sucessivas, e por fim utilizar a data prevista do parto só ser no inicio Novembro como desculpa de “ainda tem tempo”, de facto mostra a falta de carácter e profissionalismo.

Por isso, com muita pena minha, não poderei divulga a foto do forro e capota personalizados que encomendei na loja.

setembro 12, 2017

Cheguei e disse #3

Lembrarem-se dos bombeiros no verão não é novidade nenhuma para os portugueses... Pessoalmente, ando a ficar bocadinho farta de algum tipo de jornalismo que encontro pela internet. Deixo-vos aqui um exemplo:




"Ex-bombeiro incendiário condenado a 12 anos de prisão". Vamos lá ver se nos entendemos, estão a manchar a imagem de todos os que trabalham arduamente 365 dias/ano, esses sim são BOMBEIROS. Isto não passa de uma criatura com problemas graves psicologicos (problema é mesmo esse, são todos malucos e acabam por ser libertados), que se aproximou de uma associaçao humanitária  para satisfazer os seus desejos de ver fogo... Não passa de uma criatura, e não tem que ser intitulado como "Ex-bombeiro".


Fonte: Jornal do Fundão

32 semanas de nós